Grandes Filmes que Venceram o OSCAR de 1980 – 1989

A Década de 80 tem grandes filmes e bons elementos. Vamos postar aqui os 10 filmes Vencedores do OSCAR desta década, dividos em duas etapas para não cansar a leitura.

A 1ª Etapa são Filmes de 1980 – 1984 e depois de 1985 – 1989.

Vamos aos Vencedores!!!

1º Kramer VS. Kramer (1980)

Um drama familiar sempre é bem-vindo ao OSCAR. E este não seria diferente. Trata-se de separação e traumas de um divórcio mal resolvido.

Elenco:

Sinopse: Para Ted Kramer, o trabalho vem antes da família e Joanna, sua mulher, descontente com a situação, sai de casa, deixando Billy, o filho do casal, com o pai. Ted então tem que se preocupar com o menino, dividindo-se entre o trabalho, o cuidado com o filho e as tarefas domésticas. Quando consegue ajustar a estas novas responsabilidades, Joanna reaparece exigindo a guarda da criança. Ted porém se recusa e os dois vão para o tribunal lutar pela custódia de Billy.

Principais Prêmios:  Oscar 1980 (EUA). Venceu em cinco categoria: melhor filme, melhor diretor, melhor ator (Dustin Hoffman), melhor atriz coadjuvante (Meryl Streep) e melhor roteiro adaptado.

2º Gente como a Gente (1981)

A estreia de Robert Redford em direção de filmes. É outro grande drama familiar.

Elenco:

  • Donald Sutherland …. Calvin Jarrett
  • Mary Tyler Moore …. Beth Jarrett
  • Judd Hirsch …. dr. Tyrone C. Berger
  • Timothy Hutton …. Conrad Jarrett
  • M. Emmet Walsh …. treinador Salan
  • Elizabeth McGovern …. Jeannine Pratt
  • Dinah Manoff …. Karen
  • Fredric Lehne …. Lazenby
  • James Sikking …. Ray Hanley
  • Basil Hoffman …. Sloan
  • Scott Doebler …. Jordan ‘Buck’ Jarrett
  • Quinn K. Redeker …. Ward
  • Mariclare Costello …. Audrey
  • Meg Mundy …. avó
  • Elizabeth Hubbard …. Ruth

Sinopse:

Relata a transformação na vida de uma família causada por um acidente, que vitimou um dos filhos. Conrad, o irmão da vítima se sente culpado, acreditando ter sido o responsável pela tragédia, enquanto que Beth, a mãe, se esforça para manter as aparências, de modo que todos permaneçam unidos até o fim.

Principais Prêmios: Oscar 1981 (EUA). Vencedor de quatro prêmios, nas categorias de melhor filme, melhor diretor, melhor ator coadjuvante (Timothy Hutton) e melhor roteiro adaptado. Globo de Ouro 1981 (EUA). Venceu nas categorias de melhor filme – drama, melhor diretor, melhor atriz – drama (Mary Tyler Moore), melhor ator coadjuvante (Timothy Hutton) e melhor revelação masculina (Timothy Hutton).  Prêmio NYFCC 1980 (New York Film Critics Circle Awards, EUA). Venceu na categoria de melhor filme.

3º Carruagem de Fogo (1982)

A trilha sonora já diz tudo, sempre que é usada para indicar uma superação de vida, pois o próprio filme é superação.

Elenco:

Sinopse :

O filme mostra a preparação da equipe olímpica de atletismo da Grã-Bretanha para os Jogos Olímpicos de 1924, em Paris.

Principais Prêmios :

Oscar 1982 (EUA). Venceu na categoria de Melhor filme, Melhor roteiro original (Colin Welland), Melhor figurino (Milena Canonero) e Melhor trilha sonora (Vangelis). BAFTA 1982 (Reino Unido). Venceu nas categorias de Melhor filme, Melhor ator coadjuvante/secundário (Ian Holm) e Melhor figurino. Festival de Cannes 1981 (França). Venceu na categoria de Melhor ator coadjuvante (Ian Holm). Globo de Ouro 1982 (EUA). Venceu na categoria de Melhor filme estrangeiro. Prêmio NYFCC 1981 (EUA). Venceu na categoria de Melhor fotografia. Academia Japonesa de Cinema 1983 (Japão). Venceu na categoria de Melhor Filme em língua estrangeira.

4º Gandhi (1983)

Um filme biográfico sobre uma nas mais importantes figuras do mundo.

Elenco:

Sinopse :

Desde o século XVIII, por meio da Companhia Inglesa das Índias Orientais, o Império Britânico passou a colonizar gradativamente o território indiano, assumindo já no século XIX, todo o controle político e consequentemente o domínio militar e cultural. A trajetória de lutas pela independência da Índia teve um importante marco com a Revolta dos Cipaios (1857), que foi sufocada pelo Imperialismo britânico. Outro grande marco de lutas pela liberdade indiana foi a propagação da política de não-violência liderada por Mahatma Gandhi.

É justamente sobre esse tema que Richard Attenborough dirige seu filme biográfico. Trata-se de um filme indicado para o Oscar em onze categorias e ganhador de oito – um drama biográfico produzido por ingleses e indianos. O filme começa com o assassinato do grande líder e seqüencialmente com o seu cortejo fúnebre. Em flashback, volta-se ao passado, para o tempo em que o jovem advogado Gandhi encontrava-se na África do Sul. Período esse em que teve contato pela primeira vez com o regime de extrema discriminação racial – o apartheid. Acredita-se que o episódio em que fora expulso de um trem por se recusar a deixar a primeira classe, seja o “despertar de sua consciência social”, sua visão humanista e universalizante.

O diretor procura enfatizar mais elementos idealistas da política de Gandhi – elementos esses muito admirados pelo Ocidente -, do que o central de suas idéias políticas. A partir de então, começam as inúmeras manobras de desafio às autoridades britânicas em nome dos direitos civis da minoria hindu na África do Sul, contestando o sistema social baseado na desigualdade: se apropria da desobediência como instrumento para tanto. É interessante notarmos nessa questão o direcionamento dos protestos não irem além da crítica à negação ao povo hindu da cidadania naquela colônia inglesa.

No seu retorno à Índia, em 1915, cena em que tem seu primeiro contato com Jawaharlal Nehru, é ovacionado por inúmeros indianos que o aguardavam. A sua popularidade já é notória tanto entre hindus e muçulmanos, quanto para os ingleses na Índia indicando o impacto das suas campanhas de enfrentamento às políticas de dominação inglesa na África do Sul. Podemos imaginar o seu período de passagem pela colônia sul-africana como de um laboratório. Foi lá que fez uso da desobediência civil pela primeira vez, fez uso da técnica que chamou de “Satyagraha” (força da verdade) – negação à submissão da injustiça contra a obrigatoriedade de registro do povo hindu; mobilizou os trabalhadores para protestar por conquista de direitos dos indianos na África do Sul, entre algumas manifestações que evidenciaram a aplicabilidade da técnica da desobediência como instrumento de confrontação e mobilização das massas indianas.

A partir de 1915, tem contato com as figuras ativistas do processo histórico de independência indiana, o Congresso Nacional Indiano é incentivado a escrever conscientizando a sociedade hindu e muçulmana na luta pela independência. De início o notório advogado indiano ainda não estava ganho para a luta pela independência da Índia. Afirmava não conhecer a sua terra natal. Após atravessar o subcontinente indiano em viagem de trem, presencia o elevado grau de pobreza das castas mais baixas e as desigualdades inerentes à estrutura social da Índia.

Desde o início do filme, podemos observar o seu caráter conciliador: Gandhi é o elo que unificam hindus e muçulmanos no processo de libertação do domínio imperialista britânico. Não só suas idéias políticas – que alcançaram ampla mobilização de massas, até mesmo a simpatia dos trabalhadores da indústria têxtil britânica – mas sua presença personifica o cerne de suas pretensões. A suas propostas de desafio e efetivas conquistas parciais para o povo indiano desde a África do Sul delineiam uma trajetória que transitou de líder político para celebridade mundialmente reconhecida.

A política da não-agressão alcançou não só o apoio das massas, mas também a burguesia indiana e o reconhecimento internacional. No entanto, sua aplicabilidade foi pensada para a realidade daquela Índia de inícios do século XX.

O carisma de Mahatma Gandhi teve força para mobilizar as massas indianas, sendo a independência o propósito libertador que unia hindus e muçulmanos. Algo incomparável com as tentativas de pressão da Liga Muçulmana por meio de ataques terroristas. Quando dos momentos em que Mahatma Gandhi já está ativamente inserido nas lutas pela independência, este é sempre enquadrado ao lado de Pandit Nehru representando o papel deste como braço-direito do Mahatma.

Pouco a pouco, levando suas palavras motivadoras e pacifistas aos diversos povos por toda a Índia, Gandhi vai sistematicamente minando o sistema de dominação inglês: a união de hindus, siques e muçulmanos pela independência, a recusa dos camponeses em pagar os impostos, igualdade para as mulheres, a recusa à bebida alcoólica, o boicote ao tecido inglês, a marcha do sal, forçaram o Vice-rei da Índia a ceder a políticas reformadoras paulatinamente, desmoralizando a dominação inglesa. Nesse período Gandhi já sabia que a independência era questão de tempo.

Ao final, durante as conversações para o estabelecimento do Estado indiano independente, podemos verificar o início do que representaria mais tarde o maior desapontamento de Mahatma Gandhi: a divisão do país e a fundação do Domínio do Paquistão, em 1947 numa porção leste e outra à noroeste da Índia. Manter a Índia unificada entre hindus, siques e muçulmanos era uma pretensão nacionalista baseada em princípios e ideais humanistas, porém de fato seria insustentável.

O carismático Gandhi teve força para manter os povos unidos contra a dominação imperialista britânica, mas não o bastante para conter interesses conflitantes de muçulmanos e hindus. Se por um lado estava representado na fundação do Paquistão um duro golpe nos ideais nacionalistas de Gandhi, sua maior vitória está na consolidação da independência indiana, diante de uma Inglaterra desmoralizada pela incapacidade de conter as mobilizações das massas baseadas na prática da não-violência.

Outra questão a ser considerada é a divisão social hindu baseada no sistema de castas, uma casa de marimbondos que sabiamente Gandhi não ousou mexer.

Principais Prêmios:

Oscar : foi indicado em 11 categorias e venceu 8 categorias.

  • Melhor Filme
  • Melhor Diretor
  • Melhor Ator
  • Melhor Roteiro Original
  • Melhor Direção de Arte
  • Melhor Fotografia
  • Melhor Figurino
  • Melhor Edição

BAFTA Foi nomeado para 17 prêmios BAFTA em 1983, tendo vencido em cinco categorias:

  • Melhor Filme
  • Melhor Diretor
  • Melhor Ator
  • Melhor Estreante
  • Melhor Atriz Coadjuvante

Recebeu o Prêmio David di Donatello 1983 nas categorias de Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Produtor Estrangeiro. Recebeu também o Prêmio David Europeu.

Golden Globe Awards Recebeu o Golden Globe Awards em 1993 nas categorias:

  • Melhor Ator de Cinema – Drama
  • Melhor Diretor de Cinema Melhor Filme Estrangeiro
  • Melhor Roteiro de Cinema

N*ova Estrela de Cinema Maculino

5º Laços de Ternura (1984)

Parece que a década é de filmes com dramas familiares. Este é mais um, um drama típico do suburbio americano: a matriarca que descobre que ainda é capaz de se apaixonar, a filha frágil que descobre uma doença e uma traição.

Elenco :

Sinopse: O filme relata a história de três décadas de relacionamento conflituoso entre uma mãe viúva e sua filha. Porém, tudo muda quando a filha descobre que está com câncer e, ao mesmo tempo, descobre que foi traída pelo marido, e a mãe passa a se interessar por um vizinho, ex-astronauta e paquerador.

Principais Prêmios: Oscar 1984 (EUA). Vencedor nas categorias de melhor filme, melhor diretor, melhor atriz (Shirley MacLaine), melhor ator coadjuvante (Jack Nicholson) e melhor roteiro adaptado. Globo de Ouro 1984 (EUA). Vencedor nas categorias de melhor filme – drama, melhor atriz – drama (Shirley MacLaine), melhor ator coadjuvante (Jack Nicholson) e melhor roteiro. BAFTA 1985 (Reino Unido). Vencedor na categoria de melhor atriz (Shirley MacLaine). Prêmio David di Donatello 1984 (Itália). Vencedor na categoria de melhor atriz estrangeira (Shirley MacLaine). Prêmio NSFCA 1984 (National Society of Film Critics Awards, EUA). Vencedor nas categorias de melhor atriz (Debra Winger) e melhor ator coadjuvante (Jack Nicholson). NYFCC Award 1983 (New York Film Critics Circle Awards, EUA). Venceu na categoria de melhor filme, melhor atriz (Shirley MacLaine), melhor ator coadjuvante (Jack Nicholson).

Veja a segunda parte…

Deixe um comentário

Arquivado em Curiosidades, Dica, Dicas, Top10

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s